Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

E se o talão de supermercado mostrasse quantas calorias estás a comprar?

Mäyjo, 19.03.16

E se o talão de supermercado mostrasse quantas calorias estás a comprar?

Designer britânico acredita que supermercados podem ajudar a resolver "epidemia da obesidade".

talao.png

Os recibos de supermercado deviam introduzir gráficos com informação nutricional para ajudar a resolver a "epidemia da obesidade". A proposta de Hayden Peek, designer britânico, passa pela utilização de cores semelhantes às que já são utilizadas em alguns alimentos. Os dados nutricionais estariam no sistema do supermercado e quando o utilizador fazia a compra podia ter no recibo uma visão das opções que fez: "Com esta informação, a complexidade da questão é desmontada e com um simples gráfico é possível ter uma ideia de quão saudável é a dieta", resume. 

 

"Imagine uma mãe que vai fazer compras para a família. E semana após semana, o talão do supermercado permanece vermelho. Por quanto tempo pode ela ignorar esta informação? Quanto tempo passará até ela entrar em acção e fazer algumas mudanças?", questiona o designer. 

 

Segundo dados disponibilizados por Hayden Peek, a Organização Mundial de Saúde prevê que 74% dos homens e 64% das mulheres no Reino Unido serão obesos em 2030. 

 

in: P3

JÁ IMAGINOU A QUANTIDADE DE LIXO QUE PRODUZ DURANTE UMA SEMANA?

Mäyjo, 24.10.15

7 dias de lixo

Todos estamos cientes da poluição ou do aquecimento global. Mas será que estamos cientes da quantidade de lixo que produzimos diariamente? Gregg Segal, um fotógrafo da Califórnia, decidiu consciencializar para este problema através de imagens fortes, tendo fotografado várias pessoas que posaram com o lixo que produziram durante sete dias.

O projeto, denomidado “7 Days of Garbage”, tenta retratar pessoas de diferentes estratos sociais e o seu respectivo lixo, de maneira a alcançar o maior público alvo possível.

Segal decidiu fotografar os participantes em frente de fundos naturais, de forma a ilustrar melhor que o lixo produzido por nós está a afectar a natureza directamente. “Obviamente, a série fotográfica pretende fomentar o confronto entre as pessoas e o excesso que faz parte da vida delas. Espero que reconheçam que muito do lixo que produzem é desnecessário”, afirma o fotógrafo citado pelo Bored Panda.

Alguns dos participantes tiveram vergonha da quantidade de lixo que produziam por semana e resolveram então escolher algum do lixo para utilizar nas fotografias. Outros decidiram utilizar todo o lixo que produziram e o resultado são as imagens que pode ver aqui.

lixo-1

UM JARDIM FEITO DE PLÁSTICO PARA DESAFIAR A CULTURA DO CONSUMISMO

Mäyjo, 04.05.15

foto_1

O jardim de plástico de Francesca De Marinis

Casa abandonada há 23 anos revela pesadelo da sociedade de consumo

Mäyjo, 15.02.14

Casa abandonada há 23 anos revela pesadelo da sociedade de consumo (com FOTOS)

 

Qual o nosso impacto no ambiente? Depois de uma vida inteira a consumirmos recursos, comprarmos milhares de produtos, gadgets, automóveis, de que forma o que nos rodeia é afectado? Não é fácil responder a as estas perguntas, mas há uma forma visual de percebermos qual a nossa verdadeira pegada ecológica.

Nos arredores de Droitwich, no Reino Unido, uma antiga casa rural foi abandonada há 23 anos de um dia para o outro, depois da morte da esposa de David Howells, o proprietário. Uma visita ao espaço que, outrora, serviu de habitação ao casal, permite-nos perceber que estamos a modificar, e muito, o nosso ambiente.

Howells “fugiu” apressadamente da casa, deixando lá todos os seus pertences. Assim, como pode ver nas fotos que publicamos abaixo, ficaram na habitação os automóveis da família, a roupa, comida, electrodomésticos, tecnologia… Sem manutenção, a casa foi invadida pela natureza, mas os produtos que por lá permaneceram não sairão, tão cedo, das nossas vidas.

Segundo os vizinhos, David Howells morará perto da casa agora em ruínas. Ele terá herdado a propriedade do seu pai, mas não a colocou à venda ou, eventualmente, lá regressou. Se as fotos do interior da habitação indigam e preocupam os vizinhos de Howells, imaginemos as lixeiras e esgotos de lixo electrónico e automóveis que existem em todo o mundo – alguns deles visíveis do espaço.

Será que não será mesmo possível vivermos com menos? Veja como pode reciclar o seu electrodoméstico velho - e evitar prejudicar o ambiente e a saúde pública -, e como pode ajudar a melhorar a sustentabilidade do seu bairro através da reciclagem e outros gestos simples.

E quantas casas teremos, em Portugal, neste estado de (não) conservação?

 

in: Green Savers